quinta-feira, 29 de junho de 2017


     A Equipa da Biblioteca agradece, a todos os Professores e Alunos, a participação nas atividades dinamizadas ao longo do ano letivo 2016 - 2017.
    Umas ótimas férias para todos.
    E não se esqueçam que "Ler mais é ser mais feliz"!



    A Equipa da Biblioteca da EB2,3 de Vila Nova de Tazem




OLHARES


Antoine de Saint-Exupéry


  
  Antoine de Saint Exupéry (1900-1944) foi um escritor, ilustrador e piloto francês, é o autor de um clássico da literatura “O Pequeno Príncipe”, escrito em 1943.
   Entre as suas diversas frases famosas estão: "Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos". "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".
   Antoine de Saint-Exupéry nasceu em Lyon França, no dia 29 de junho de 1900.
  Antoine de Saint-Exupéry escreveu para jornais e revistas francesas. Escreveu diversas obras, sempre caracterizadas por elementos de aviação e de guerra, entre elas: "O Aviador" (1926), "Voo Noturno" (1931), "Terra dos Homens" (1939), "Carta a um Refém" (1944).
  O seu livro mais importante foi "O Pequeno Príncipe" (1943), cuja obra é rica em simbolismo, com personagens como a serpente, a rosa, o adulto solitário, a raposa. O personagem principal do livro vivia sozinho num planeta pequeno, onde existiam três vulcões, dois ativos e um já extinto. Outro personagem representativo é a rosa, cujo orgulho, levou o pequeno príncipe a uma viagem pela terra. 
   Antoine de Saint-Exupéry morreu em um acidente de avião, durante uma missão de reconhecimento, no dia 31 de julho de 1944. Seu corpo nunca foi encontrado. Em 2004, foram encontrados os destroços do avião que pilotava, a poucos quilômetros da costa de Marselha, na França.




domingo, 18 de junho de 2017

Se eu fosse... de Richard Zimler

.   Imagine ser capaz de voar como uma borboleta, saltar como um canguru ou espreitar o cimo das árvores como uma girafa.
  A partir desta história e dos animais mencionados, os alunos do 1º, 3º e 4ºanos, deram asas à sua imaginação e pintaram os seus desenhos.
    
    Cada um  escolheu o seu animal preferido!!




Story Cubes

   Uma forma original de incentivar crianças, jovens e adultos a usar a imaginação para criar histórias!

    A equipa da Biblioteca, levou a efeito uma oficina de escrita com a turma do 4ºano, usando os Story Cubes!





     Aqui fica a história escrita por estes alunos:

                                                        A ovelha e a abelha


Era uma vez uma ovelha que gostava de se abrigar debaixo de uma árvore. Lá, havia muita sombra e ouvia os pássaros a cantar.
        Um dia, apareceu, junto da ovelha, uma abelha que lhe disse:
- Estou com muita fome. Fiz uma viagem até à lua e lá encontrei uma estrela cadente. Decidi segui-la até à Terra. Como a viagem foi muito longa, fiquei com muita fome e calor e decidi parar debaixo desta árvore.
       Então, a ovelha sugeriu à abelha que fosse comer um hambúrguer. Como ia demorar muito tempo a chegar ao McDonald´s, a ovelha emprestou-lhe o carro do pastor.
      Como a abelha não sabia o caminho, perdeu-se numa floresta. Quando ficou de noite, a abelha decidiu dormir dentro do carro. Pela manhã, a abelha foi acordada pelo toque do telemóvel: era a ovelha que lhe estava a ligar. Queria saber o motivo de tanta demora.
       -Perdi-me na floresta- disse-lhe a abelha.
     De imediato, a ovelha, com a ajuda das amigas, preparou um balão de ar quente e foi para a floresta procurar a abelha. Quando a encontrou, regressaram a casa no carro do pastor.


                                                  História escrita pelos alunos do 4ºano




Quando me for deste mundo, partirão duas pessoas.
Sairei, de mão dada, com essa criança que fui.
Tentei não fazer nada na vida que envergonhasse a criança que fui.
Da criança pequena que um dia fomos, o que foi que sobrou?
Da criança pequena que um dia fomos, o que foi que o mundo não nos roubou?
A criança pequena que era capaz de se encantar com uma poça d'água, e que sabia o valor das coisas que não tem preço.
Viver talvez seja isso, a jornada sem fim rumo à criança que um dia fomos, o resgate do nosso melhor.
O retorno à nossa versão mais pura, mais humana, mais amorosa e solidária.
O retorno à simplicidade é a verdadeira felicidade.
Quem de nós se mostra digno de tão elevado propósito?

José Saramago

terça-feira, 13 de junho de 2017

Projeto : Viver a Amizade


     No âmbito do Projeto Energia com Vida - Escolas Solidárias, promovido pela Fundação EDP, foi com enorme satisfação que recebemos, mais uma vez, a notícia -  nesta 7.ªedição - a Escola Básica de Vila Nova foi Qualificada! Encontramo-nos no grupo das 139 escolas, (num total de 433) que conseguiram QUALIFICAR os seus projetos. A equipa que o dinamizou, foi distinguida pelo trabalho que tem vindo a desenvolver no campo da solidariedade, em atividades diversas: com os Idosos do Centro Social de Vila Nova de Tazem e Lares da ABPG e colaboração em Projetos a nível nacional (Projetos Ajudaris (com histórias e ilustração para a elaboração de um livro coletivo, Make a Wish, Acreditar, Pirilampo Mágico, com a recolha de bens pelos alunos, professores e Comunidade local.
       Estão de parabéns todos aqueles que direta, ou indiretamente, contribuíram para esta distinção e mais do que isso, para a disponibilidade e entrega ao próximo.
      A Fundação Energia com Vida - Escolas Solidárias convocou a participação, para o dia 2 de junho , de toda a comunidade escolar e solidária para o Encontro Nacional Escolas Solidárias 2017, no Teatro Camões em Lisboa.
      Com o apoio da Camara Municipal de Gouveia, alguns elementos da equipa deste projeto e a turma do 9ºano de Vila Nova de Tazem estiveram presentes no evento, no dia e locais mencionados.
     Estão de parabéns todos aqueles que direta, ou indiretamente, contribuíram para esta distinção e mais do que isso, para a disponibilidade e entrega ao próximo.

sábado, 10 de junho de 2017

10 de junho - Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

   
 O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas celebra a data de 10 de Junho de 1580, data da morte de Luís de Camões.